Como funciona o 3D a olho nú?

Publicado: setembro 11, 2010 em Novidades e Notícias de TI

3D-sem-oculos

A tecnologia 3D surgiu há algumas décadas, porém não foi vista como útil. Na época era conhecida como estereograma, uma técnica muito parecida com a utilizada hoje nos nossos aparelhos 3D que não dependem de óculos.

Recentemente estão sendo lançados vários aparelhos como notebooks, celulares, tevisões e muitos outros com a tecnologia em 3D. Porém em junho desse ano, a Nintendo divulgou sua parceria com a Sharp, a empresa dona da tecnologia do 3D a olho nú. Muitos não acreditaram na notícia, mas ela foi comprovada em uma feira de tecnologia, onde a Nintendo mostrou seu projeto do Nintendo 3DS que continha essa tecnologia.

Enfim, vamos explicar um pouco melhor como funciona essa tecnologia. Quando visualizamos uma paisagem ou qualquer outra cena, nós a observamos com nossos dois olhos, que estão afastados um do outro, mudando o ângulo da captação da imagem. Isso faz com que peguemos dois ângulos diferentes da cena, fazendo com que tenhamos a visão tridimensional. O caso dos monitores que exibem o 3D a olho nú são bem parecidos com o nosso. A câmera que captura essas imagens possuem duas lentes, uma do lado da outra (parecido com as posições dos olhos) que capta dois ângulos da cena. Ao mostrar no monitor as duas imagens ao mesmo tempo, um dispositivo chamado “Parallax Barrier” ordena o modo que as duas imagens serão exibidas e quais pixes serão mostradas a cada olho, simulando os dois ângulos que nossa visão captura de uma cena.

Dessa forma parece ser simples, mas essa tecnologia é muito complicada de ser aplicada. Para se ter uma idéia , o usuário deve ficar 60 cm ou menos do aparelho para visualizar a imagem em três dimensões, e também estar exatamente à frente da tela. Essas duas “exigências” da tecnologia à torna inviável para sua utilização em televisores, pois normalmente mais de uma pessoa assiste a televisão ao mesmo tempo, sendo impossível todas ficarem exatamente em frente da tela e a menos de 60 cm.

Voltando a falar na estereoscopia, que é muito parecido com o 3D a olho nú, ela pode ser visualizada em qualquer monitor por qualquer um. Em seu início era utilizado uma espécie de óculos com uma divisão no meio e com duas imagens de ângulos diferentes de uma mesma cena, fazendo com que cada olho visualizasse somente uma delas, formava então o estereograma. Já a estereoscopia que temos hoje se pode visualizar facilmente, abaixo coloquei duas imagens para que vocês possam ter uma idéia:

Esses são dois exemplos de imagens utilizando a estereoscopia, que utiliza o mesmo princípio, sendo duas imagens de uma mesma cena com ângulos ligeiramente alterados, porém nesse caso as duas imagens são mostradas uma depois da outra repetidamente. Quando focamos no centro da imagem temos a sensação de profundidade e relevo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s